9 hábitos que preservam a sua saúde pélvica

Atualizado: Abr 7

Venho deixar-lhe 9 hábitos fáceis de implementar que vão ajudar a manter a saúde das estruturas e sistemas da região pélvica, nomeadamente, as que estão envolvidas com a (in)continência urinária.



1. Respeitar quando sente vontade de urinar.

Não adie indefinidamente. Estamos muito bem programados, não há dúvida, mas às vezes ignoramos sinais do nosso corpo. No caso do xixi, existe uma coisinha chamada desejo miccional, que é o sinal para irmos despejar a nossa bexiga. A primeira x até podemos adiar, que é só de aviso, a segunda é para respeitar;


2. Urinar só quando tem vontade e não fazê-lo para o caso de.

Se fez xixi há 5 minutos e vai sair de casa, evite ir de novo ao wc, vá quando voltar a sentir vontade de urinar, ou achar que prefere antes de sentir que vai ficar aflita;


3. Sentar na sanita. Pessoas sem pénis, fazer xixi é sentada/o, ok? A posição de semi-agachamento não permite uma saída fluída e natural da urina. Ficam a saber que os germes não caminham até à uretra para vos provocar infeções urinárias. Contudo, se esta é uma ideia difícil de conceber, desinfetem e forrem o tampo com papel;


4. Deixar a urina sair de forma fluida sem fazer força.

Às vezes temos muita pressa e esprememo-nos para que a urina saia mais rápido, mas vamos ganhar quê com isso? Uns 3 segundos? Será que justifica mesmo, tendo em conta que não é um bom hábito? Não!;


5. Sentar na sanita, urinar e sair.

Não leve telemóvel, haverá melhor sítio, com certeza, para fazer uma sessão de atualização das redes sociais;

6. Fazer uma ingestão de líquidos (preferencialmente água e tisanas), adequada a si.

Embora haja em circulação uma obsessão com o consumo de água, a quantidade deve ser adequada a si. Evitar beber água ou, em oposição, forçar um consumo muito elevado, não trazem nenhuma vantagem ao funcionamento do aparelho urinário;

7. Pousar os pés no chão. Se custa a chegar ao chão, use um banquinho ou um bloco, como os do ioga, para pousar bem os pés;


8. Fazer exercícios do pavimento pélvico fora da sanita.

Parar e retomar o fluxo urinário, pode levar a disfunções da continência e infeções urinárias, a urina é “lixo” que só tem que sair, de forma ininterrupta;


9. Não utilizar sempre penso diário.

Apesar de todo o marketing e dos fundamentos machistas que pretendem uma vulva bem cheirosa, seca e cuecas imaculadas, a região genital tem corrimento e cheiro e não deve ser "abafada". Além disso, o penso pode dar-lhe uma falsa sensação de segurança, e fazê-la descurar alguns hábitos acima inumerados.


Isto foi novo para si? Ou já coloca em prática alguns destes hábitos? Conte-nos tudo!


10 visualizações0 comentário